10 coisas que você não sabia sobre o orgasmo

10 coisas que você não sabia sobre o orgasmo

​1. Um terço das mulheres brasileiras nunca atingiu o orgasmo

Uma pesquisa realizada pelo Hospital das Clínicas da USP apontou que 1/3 das brasileiras nunca tiveram um orgasmo. Já na Inglaterra, este número é ainda maior. 80% das britânicas nunca conseguiram chegar ao clímax.

 

 

2. Corpo feminino exige mais sangue que o masculino

Enquanto os homens precisam de 10ml de sangue no pênis para terem ereção, as mulheres necessitam de aproximadamente 200mls para ter excitação. Isso explica porque as mulheres geralmente tem mais dificuldade de ter orgasmo do que os homens.

 

 

3. Recorde mundial de número de orgasmos é 222

O registro foi feito em 2009, na Dinamarca. Deanna Webb bateu o recorde de orgasmos múltiplos, chegando a sentir o apse de prazer de 222 orgasmos.

 

 

4. Primeira quinzena do ciclo menstrual é mais fácil para ter orgasmo

Você sabia que nesse período é mais fácil de chegar ao orgasmo? Os primeiros 15 dias do ciclo menstrual os níveis de testosterona estão mais altos, o que contribuiu para o tesão. Com isso, chegar até o clímax é mais fácil.

 

 

5. Um orgasmo pode gerar uma descarga elétrica de até 244 milivolts

Esta descarga de energia acontece quando as paredes da vagina liberam energia e sofrem contrações musculares involuntárias, que provocam sensação de relaxamento. Se juntasse a energia produzida por 5 mulheres durante o orgasmo, seria possível acender uma lâmpada.

 

 


Hot Pepper Sex Shop

6. Pompoarismo contribui para o orgasmo

Pompoarismo nada mais é do que uma técnica oriental que consiste em fazer exercícios com a vagina. Estas atividades contribuem com diversos benefícios para a mulher, como prevenir bexiga caída. A técnica também fortalece a musculatura vaginal e ajuda no conhecimento do próprio corpo. Além disso, o pompoarismo pode ajudar a aumentar a libido, melhora a lubrificação e faz com que você atinja o clímax com mais facilidade.

 

 

7. Mulheres também tem ejaculação

Algumas mulheres podem apresentar orgasmos tão intensos que são capazes de liberar muito líquido durante o ato sexual. Esse fenômeno ocorre por meio das áreas sexuais que circundam a uretra, especialmente o ponto G, normalmente localizado cerca de 2 a 3 cm a partir da entrada da vagina. Somente 10% das mulheres apresentam esse tipo de ejaculação.

 

 

8. Orgasmo previne doenças

Ter um orgasmo por dia melhora a saúde e qualidade de vida. A endorfina, hormônio liberado durante o prazer, age direto no sistema imunológico e previne várias doenças ligadas a baixa resistência, como a gripe.

 

 

9. Orgasmo feminino dura mais que o masculino

O orgasmo feminino pode durar até 20 segundos de prazer, enquanto o dos homens chega apenas na metade desse tempo.

 

 

10. Orgasmo libera “droga do amor”

Quando chegamos ao orgasmo, o corpo libera uma substância chamada de oxitocina. Ela é responsável por criar sentimentos entre o casal, pois reforça a conexão física e a intimidade entre as pessoas. Esta substância também é conhecida como “droga do amor”.

 

 

 

Comentários

Deixe um comentário